Total de visualizações de página

terça-feira, 18 de setembro de 2012

JOGOS INESQUECÍVEIS: BOTAFOGO 4 x 3 RIVER PLATE


Depois de atuar bisonhamente nos primeiros vinte minutos, o Botafogo deu um passeio no River Plate, da Argentina.
Com dois gols de Jairzinho e dois de Gérson, o Botafogo venceu pelo placar de 4 x 3, em pleno Estádio do River Plate, em Buenos Aires, na partida de fundo realizada no dia 14 de julho de 1964, válida pelo Torneio “Confraternização Íbero-Americana”.
A rodada atingiu o montante de Cr$ 8.805.920,00.
Nos vinte minutos iniciais do jogo, o River Plate foi superior e traduziu essa superioridade em um gol aos 16 minutos, marcado por Oscar Más. Esse gol acordou o Botafogo, que começou a reagir aos 22 minutos, quando Jairzinho empatou o jogo, aproveitando-se de uma bola atrasada por Matosas.
Aos 35 minutos, Jairzinho marcou o mais bonito gol da tarde, desempatando o jogo. Garrincha fez o diabo na defesa do River Plate, foi à linha de fundo e cruzou para Jairzinho que vinha correndo pelo meio da área e chutou rente à trave.
O Botafogo passou a ser dono das ações e, na volta do segundo tempo, logo aos 3 minutos de jogo, Gérson cobrou uma falta no estilo “folha seca” e marcou o terceiro gol.
Aos 35 minutos, aconteceu um escanteio. Garrincha cobrou, Jairzinho escorou de cabeça e Gérson entrou completando o lance para aas redes do River Plate.
Quando o Botafogo acomodou-se, passando a bola de pé em pé, ensaiando o “olé”, o River Plate diminuiu o prejuízo, através de Onega, aos 40, e Cubilla, aos 44.
Sob a arbitragem de Miguel Angel Comesaña, da Argentina, as equipes atuaram assim:
Manga, Joel, Paulistinha, Nilton Santos e Rildo (Airton); Élton e Gérson; Garrincha, Sicupira, Jairzinho e Zagalo. Técnico: Zoulo Rabelo.
Gatti, Sáinz, Ramos Delgado, Cap e Bonczuk; Matosas (Rojas) e Fernández (Sarnari); Cubilla, Artime, Onega e Más.

Nenhum comentário:

Postar um comentário