Total de visualizações de página

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A PRIMEIRA VEZ DO BOTAFOGO NO AMAZONAS

Sob o patrocínio do Expressinho Futebol Clube, o Botafogo fez uma rápida temporada de dois jogos a Manaus, em maio de 1962.
A temporada alvinegra poderia despertar mais atenção do mundo esportivo manauara se para lá fosse com todos os seus titulares. Jogadores de renome como Rildo, Nilton Santos, Joel, Garrincha, Didi, Quarentinha, Amarildo e Zagalo, oito, portanto, dos titulares, não foram com a embaixada do campeão carioca, todos servindo à Seleção Brasileira que se preparava para conquistar o bicampeonato mundial dias depois, no Chile.
Mesmo assim, o Botafogo ainda poderia formar uma equipe com grandes nomes do futebol carioca, tais como Manga, Zé Maria, Airton, Pampolini, Neivaldo, Amoroso e China, além dos novatos Aluízio, Sidney, Luciano, Nagel e Mainha.
O time misto do Botafogo já se apresentara em Recife (quando venceu o Santa Cruz por 4 x 3), em Natal (2 x 0 no ABC) e em Campina Grande (0 x 0 com o Campinense).
Em Manaus, ambos os jogos foram realizados no Parque Amazonense.
A estréia do Botafogo foi diante do Nacional. O jogo foi bastante disputado, com as duas equipes jogando de igual para igual. O Nacional não se intimidou com o cartaz do adversário e produziu além dos do que se esperava. Isso valorizou mais a vitória dos botafoguenses, que teve de lutar bastante para conseguir o placar de 3 x 1 a seu favor.
Detalhes do primeiro jogo:
Local: Parque Amazonense
Renda: Cr$ 250.000,00 (aproximadamente)
Árbitro: José Israel, com boa atuação
Auxiliares: Mário Santos e Pereira Serra.
Gols: Amoroso, 12; Airton, 50; Sabá, 54 e Aluízio, 89.
NACIONAL: Geraldo, Boanerges e Sampaio; Chincha, Aderbal e Vanderlan; Caíca, Jaime Basílio, Sabá, Ribas e Lacinha.
BOTAFOGO: Manga, Luciano, Nagel, Zé Maria e Paulistinha (Wilton); Airton (Pampolini) e Édson; Neivaldo (Aluízio), Amoroso (Domingos), China (Luís Carlos) e Sidney (Mainha). Técnico: Marinho.
Os ingressos foram vendidos aos seguintes preços: Arquibancada – Cr$ 250,00 e Geral – Cr$ 150,00.
Vinte e dois jogadores foram convocados para integrar o combinado amazonense que enfrentaria o Botafogo no dia 13 de maio.
Nacional: Boanerges, Sampaio, Ribas, Caíca e Vanderlan
São Raimundo: Valdir, Vadinho, Antônio Carlos e Chicó
Sul América: Gilberto, Zamundo, Sula e Fredoca
Auto Esporte: Hugo, Orlando Mineiro e Pratinha
Fast Clube: Português
Santos: Seba e Romão
Labor: Ophir
O segundo jogo do Botafogo em Manaus teve duas fases distintas: a primeira, com supremacia dos botafoguenses, até aos 30 minutos do período inicial, quando marcou 2 x 0 (Mainha aos 17 e Amoroso aos 20). A partir dos 30 minutos, os locais encheram-se de brio e conseguiram igualar a contagem, por intermédio de Pratinha (aos 35) e Hugo (aos 44).
No tempo derradeiro, as forças foram iguais, com ataques de lado a lado. Novamente Pratinha, aos 5 minutos do segundo tempo, desempatou para o combinado, cabendo a Amoroso, aos 16, dar números definitivos ao marcador.
Detalhes do jogo:
Local: Parque Amazonense
Árbitro: José Israel, auxiliado por Pedro Sampaio e Pereira Serra.
Renda: Cr$ 800.000,00 (aproximadamente)
COMBINADO AMAZONENSE: Waldir, Boanerges (Sales) e Seba; Zamundo (Chicó), Sula (Antônio Carlos) e Orlando Mineiro; Pratinha, Ophir, Fredoca (Vadinho), Português (Caíca), Ribas e Hugo.
BOTAFOGO: Manga, Luciano, Nagel, Zé Maria e Paulistinha; Airton (Pampolini) e Édson; Neivaldo (Aluízio), Amoroso (Domingos), China (Luís Carlos) e Mainha (Sidney).

Fonte: Jornal do Commercio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário