Total de visualizações de página

domingo, 13 de junho de 2010

JOGOS INESQUECÍVEIS (3)

O TIME DE RESERVAS QUE VENCEU O SUPERTIME DO FLAMENGO

No campeonato carioca de 1997, o Botafogo venceu o primeiro turno (Taça Guanabara) de forma invicta (12 jogos e 12 vitórias). Para coroar essa bela campanha, o Glorioso conseguiu um feito inacreditável.
No dia 26 de março, com um time formado inteiramente por reservas, o Botafogo derrotou o Flamengo por 1 x 0, no Maracanã, e qualificou-se para decidir o título do primeiro turno com o Vasco da Gama (que acabaria vencendo por 1 x 0).
O gol foi marcado por Renato, o que nem os botafoguenses se lembravam de estar por lá. A freqüência dos torcedores na arquibancada mostrou bem o que se esperava dos dois times. Pelo lado do Flamengo estavam lá uns 15 mil apaixonados, enquanto pelo lado do Botafogo o coro não passava de duas mil vozes. Eram poucos e confiantes. Quando a bola rolou a confiança aumentou.
Havia um Botafogo bem armado – dirigido à beira do campo pelo assistente-técnico Valinhos – e um Flamengo completamente perdido em campo. Apático, o time rubro-negro assistia a evolução do Botafogo. A bola ia da direita para a esquerda com incrível facilidade. Tanto espaço levou o Botafogo a marcar seu gol aos 25 minutos do primeiro tempo. Serginho tocou para Renato, que de fora da área mandou a bola no ângulo direito de Fábio Noronha.




O gol fez o Flamengo sair da apatia para a intranqüilidade. O time errava seguidamente passes e para culminar Mancuso, num gesto infantil e não compatível com um jogador de sua experiência, deu uma cotovelada em Zé Carlos. Como tinha sido advertido com cartão amarelo antes – ofendera o árbitro Ubiraci Damásio – foi punido com o vermelho.
Todos esperavam que no segundo tempo o Flamengo viesse mais determinado – o empate já bastaria para estar na final. Mas o time permaneceu confuso, com os laterais sem saber o que fazer e o Botafogo, apesar do cansaço da maioria dos jogadores, não se via ameaçado.
Tanto que a melhor oportunidade do time da Gávea só surgiu aos 44 minutos. Romário entrou na área e chutou rente a trave direita de Alex. Passada esta oportunidade, a torcida do Flamengo começou a se desesperar ainda mais. Os gritos de incentivo foram substituídos pelas vaias. Irritados, os torcedores não perdoavam a apatia do time que diante de uma equipe formada inteiramente por reservas não conseguiu ameaçar nem uma vez sequer. Já para o Botafogo, a vitória além de ter um sabor especial pelo fato de ser sobre um arquirival, deu ao time 100% de aproveitamento. Foram 11 jogos e 11 vitórias, campanha inédita para qualquer time.
Eis a súmula desse jogo:
BOTAFOGO 1 x 0 FLAMENGO
Data: 26 de março de 1997
Local: Maracanã
Árbitro: Ubiraci Damásio
Renda: Cr$ 176.560,00
Público pagante: 17.024
Gol: Renato, 25.
Cartões amarelos: Serginho, Fábio Baiano, Renato, Alemão, Mancuso, Robson, Zé Carlos, Fabiano e Alex.
Cartões vermelhos: Mancuso e Renato.
BOTAFOGO: Alex, Bruno Carvalho (Arcelino), Grotto, Marcelo Augusto e Alexandre Seixas; Alemão, França, Renato e Zé Carlos (Sidclei); Robson (Clayton) e Serginho. Técnico: Valinhos.
FLAMENGO: Fábio Noronha, Fábio Baiano, Junior Baiano, Fabiano e Athirson (Leonardo); Bruno Quadros, Mancuso, Iranildo (Marco Aurélio) e Lúcio (Maurinho); Romário e Sávio. Técnico: Junior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário